Projeto pretende ampliar processo digital em 500 indústrias

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) definiu como meta aumentar a transformação digital das empresas nordestinas e esse processo  começará pelo Rio Grande do Norte. O presidente da Agência, Igor Calvet, está em visita à Natal para conhecer os primeiros resultados da fase piloto do projeto Transforma RN, uma ação de capacitação intensiva, desenvolvida por meio de uma rede integrada de instituições, para aumento da produtividade e da presença digital de 50 pequenas indústrias do segmento de alimentos e bebidas das regiões de Natal, Mossoró e Caicó.

O projeto foi concebido pelo Instituto Metrópole Digital (IMD), vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Fiern, Agência de Fomento do Estado (AGN), Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e o Sebrae no Rio Grande do Norte, que é a unidade operacional executora da iniciativa. Igor Calvet se surpreendeu com os resultados e sinalizou apoio para fase seguinte do projeto, que deve atender outras 500 pequenas e médias indústrias de todas as regiões do estado. É a chamada etapa de escala do projeto, prevista para começar no próximo mês e que envolverá recursos da ordem de R$ 1,5 milhão por parte da ABDI e mais R$ 2 milhões investidos pelo Sebrae.

“Nessa primeira ação, já notei um diferencial do projeto, que é esse empenho do empresário. Ter 50 empresas e ampliar numa escala para mais 500, dez vezes mais, não é todo estado que consegue esse nível”, reconheceu Igor Calvet, que, após a análise da metodologia aplicada na primeira fase, vislumbrou a possibilidade de tornar essa experiência um modelo a ser aplicado em outros estados do Brasil. “Essa metodologia que está sendo criada aqui, no Rio Grande do Norte, com os erros e os acertos, vai servir para dar escalabilidade, não só aqui, mas também no país inteiro. Se der certo com 50 empresas, certamente vai dar com quinhentas”.

As declarações do principal executivo da ABDI foram dadas nesta quinta-feira (10), durante uma reunião para a apresentação do projeto Transforma RN, que conta com um aporte de R$ 1,5 milhão da ABDI, recurso concedido como prêmio pela seleção em edital, se destacando entre os projetos do Nordeste apresentados à agência no ano passado, visando à implantação de iniciativas de transformação digital nas indústrias do nordeste brasileiro.

Ações articuladas e integradas

A solenidade contou com a participação de representantes do ecossistema de inovação do estado, governo do RN, Fiern, e das demais instituições envolvidas no Transforma RN, assim como dirigentes, conselheiros e gestores do Sebrae estadual e Nacional. O diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, expôs o modelo de atuação da instituição para desenvolver ações em parceria com outras organizações de abrangência nacional, como a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) – que elegeu o Sebrae-RN como o único do país a receber aporte financeiro para execução dos projetos Tecnova e Centelha II, Fundação Banco do Brasil, Banco do Brasil e Riachuelo, com o recém lançado programa Mais Integrados, para capacitar, desenvolver e fortalecer o segmento das micro e pequenas empresas do estado oriundas de diversas cadeias produtivas.

O diretor superintendente do Sebrae destacou o trabalho que é feito de forma articulada e integrada com as entidades representativas do setor produtivo e órgãos dos governos para ações dos projetos mantidos pelo Sebrae para a assertividade de todas as ações implementadas em prol dos pequenos negócios potiguares. Trata-se de esforço concentrado e alinhado em uma visão sistêmica, que assegura bons resultados dos projetos idealizados e cria um ambiente propício para o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte.

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-RN, Itamar Manso Maciel, que representou o presidente do CDE, Marcelo Queiroz, ratificou essa articulação promovida pela instituição e ressaltou a importância do Transforma RN para o setor industrial do estado. “Agora, são 50 empresas, mas, a nossa expectativa é chegar a mais 500 indústrias atendidas com esse projeto, o que poderá trazer um ganho significativo para a transformação digital das indústrias potiguares”, afirma Itamar Maciel.

O diretor de Inovação da FIERN e presidente da COINCITEC, Djalma Barbosa Júnior, que participou da solenidade, também destacou o ganho para o segmento com a implementação do Transforma RN e da força da parceria entre as instituições. “Temos no estado uma disposição das instituições com o propósito de converger as ideias e a transformação digital hoje tão necessária, com a qualidade e logística”. Também participaram da solenidade os diretores do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcanti (Técnico) e Marcelo Toscano (de Operações), representantes da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado, Agência de Fomento do Estado (AGN) Instituto Metrópole Digital (IMD) e do Sebrae Nacional.

Nesta sexta-feira (11) o presidente da ABDI, Igor Calvet, prossegue com a agenda de visitas na região metropolitana de Natal, juntamente com os dirigentes do Sebrae-RN e alguns parceiros do “Transforma RN”, visitando pela manhã a Fonte da Cristalina Água Mineral, em Macaíba, o Instituto Metrópole Digital (IMD), no campus da UFRN, e à Raff Cervejaria, uma das empresas atendidas pelo projeto localizada no bairro de Candelária, em Natal.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Foto: Moraes Neto