MTur abre período para credenciamento de agências interessadas em receber turistas chineses

O Ministério do Turismo abriu na última quinta-feira (18.11) um credenciamento para agências de viagens interessadas em trabalhar com o receptivo de chineses no país em 2022. As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de dezembro. O cadastro das agências faz parte de um memorando de entendimento (Status de Destino Aprovado – ADS) assinado entre Brasil e China em 2004, cujo objetivo principal é o de fomentar o fluxo de turistas entre os dois países.

A China é um dos principais emissores de turistas para o mundo: cerca de 150 milhões de chineses viajam anualmente ao exterior. Contudo, pouco mais de 60 mil (0,05%) têm como destino o Brasil, principalmente a negócios.

“Temos na China um grande e importante parceiro em todos os setores e tenho certeza de que, no pós-pandemia, teremos plenas condições de receber um número crescente de viajantes chineses”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Para participar do processo, as agências devem estar regularizadas junto ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), declararem ciência dos termos do acordo assinado entre as duas nações e aceitarem o Termo de Responsabilidade contido no edital.

Acesse AQUI a página de inscrição.

Após a avaliação pelo Ministério do Turismo, o resultado da seleção será publicado no dia 28 de dezembro no Diário Oficial da União (DOU) e no site www.gov.br/turismo. O credenciamento é realizado anualmente, sendo o Ministério do Turismo do Brasil o órgão responsável pela seleção.

BALANÇO – Em 2020, 430 agências foram cadastradas distribuídas em 21 estados e o DF. O número representa um aumento de 46% na comparação com 2019, quando 295 agências foram credenciadas.

Para auxiliar o setor a compreender melhor o mercado chinês, neste ano, o Ministério do Turismo e a Embratur promoveram o 1º Webinário Turismo Internacional da China: potencial do mercado. A transmissão reuniu autoridades e representantes das empresas credenciadas pelo MTur no receptivo de turistas chineses, além de integrantes das secretarias estaduais de Turismo. Saiba mais AQUI.

“O mercado chinês de turismo possui uma série de peculiaridades, como a questão da língua, costumes e preferências. Por isso, a importância da qualificação das agências brasileiras para atrair mais viajantes chineses, considerando que este é um mercado importante e que deve contribuir para a economia brasileira”, avalia o chefe da Assessoria Especial de Relações Internacionais do MTur, Jorge Kadri.

Fonte: Ministério do Turismo