Arrecadação de ICMS sobre petróleo e combustível bate recorde no início de 2022

A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre petróleo, combustível e lubrificantes registrou recorde de R$ 34,23 bilhões nos quatro primeiros meses deste ano, segundo dados do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), órgão que responde ao Ministério da Economia.

Desde o início da série histórica, em 1999, esta é a segunda vez que o número ultrapassa a casa de R$ 30 bilhões nos quatro primeiros meses do ano. Em 2021, a arrecadação chegou a R$ 30,41 bilhões no primeiro quadrimestre de um ano.

Mesmo já registrando recorde de arrecadação, o número do ICMS sobre petróleo e combustível recolhido até abril deste ano ficará ainda maior. Isso porque alguns estados não enviaram à administração federal os dados de impostos arrecadados de todos os meses até o momento.

Por enquanto, os estados do Acre, Amazonas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Santa Catarina e Sergipe disponibilizaram os valores da arrecadação do tributo sobre petróleo e combustível dos quatro meses iniciais do ano.

Já Alagoas, Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo, Tocantins não apresentaram os dados de todos os meses.

Na maioria desses estados, falta a divulgação da arrecadação no mês de abril, com exceção de Piauí e Tocantins, que enviaram os números de apenas um mês até agora.

Fonte: CNN Brasil