Natalenses e mossoroenses garantem ida ao comércio no Dia das Crianças e irão desembolsar mais de R$ 100 com presentes

Brinquedos, vestuário e calçados são os produtos mais buscados pelos que querem presentear os pequenos, gastos com passeios também estão previstos

O Dia das Crianças é a última grande data comemorativa do ano a movimentar o comércio potiguar antes da chegada do Natal. Esta característica termina por fazer da data um bom sinalizador de como o consumidor vai se comportar nas compras de final de ano. Além disso, a data tem um forte apelo emocional e mesmo com o cenário de dificuldades econômicas que vive o país, 57,5% dos natalenses irão comprar presentes para as crianças, número levantado em pesquisa do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC) da Fecomércio RN.

Em relação à mesma época do ano passado, houve uma queda de 2 pontos percentuais (59,5%), e na comparação com 2015, a diminuição é ainda maior, com 11,5 pontos percentuais (69%). O valor médio dos presentes para o Dia da Criança em Natal, apurado pelo IPDC, ficou em R$ 119,52, mostrando aumento nominal em relação ao valor médio de 2016 (R$ 118,32).

A falta de dinheiro (28,5%), a necessidade de poupar (10,5%), o desemprego (10,1%) e as dívidas ou contas em atraso (4,3%) são as razões mais mencionadas pelos natalenses que afirmaram que “não pretendem gastar” no Dia das Crianças.

Já aqueles que irão às compras pretendem adquirir brinquedos (53,7%), vestuário (32,9%), calçados (8,3%) e eletrônicos (5,1%). Quase 50% dos natalenses que vão presentear afirmaram que darão apenas um presente na data e outros 30,7% disseram que darão dois presentes.

Como motivador para que possam efetivamente comprar, os consumidores indicam que os lojistas devem investir em Promoções (42,9%), Descontos oferecidos pelas empresas (27,4%), Bom atendimento (21,5%), Facilidade de pagamento (5,4%), Divulgação (4,9%), Variedade de produtos (4,3%), Preço baixo (3,7%), Brindes temáticos (3,5%), Qualidade dos produtos (2,2%), entre outros.

Os locais mais procurados para a aquisição dos presentes serão os shoppings centers (47%), comércio de rua (44,1%), localizados no Alecrim e Cidade Alta, e internet (4,7%).

Além dos presentes, 27,7% dos consumidores natalenses entrevistados disseram que realizarão um passeio com os pequenos para comemorar a data, índice 5,3 pontos percentuais menor que o registrado em 2016 (33%). Entre os locais mais vistos são clubes/parques (38,7%), shoppings (28,7%), praias/lagoas (18,8%), cinema/teatro (10,5%), restaurante ou lanchonetes (3,3%), viagem (2,8%) e outros locais.

Mossoró

O Instituto de Pesquisa da Fecomércio também realizou o levantamento na cidade de Mossoró, região Oeste do estado. Com o percentual maior do que Natal, 64,4% dos consumidores mossoroenses pretendem comprar algum produto para presentear em função da data, enquanto 35,6% não irão comprar nenhum produto.

Os mossoroenses que irão gastar, estão dispostos a desembolsar, em média, R$ 109,32, um aumento nominalmente mínimo em relação ao valor de 2016 que foi de R$ 108,23. Como em Natal, os brinquedos lideram a preferência com 53,7%, seguido de itens de vestuários (35,7%), calçados (5,6%), eletrônicos (5%), livro (1,2%), jogos educativos (0,9%). Sobre a quantidade de presentes que pretendem comprar, 49,4% pretendem comprar apenas um item.

Em ambas pesquisas, os consumidores garantiram que não vão levar a criança junto para a compra do presente, para não encarecer o valor da compra final.

Para evitar contrair novas dívidas e buscando descontos da hora da compra, natalenses e mossoroenses darão preferência ao pagamento à vista na compra do presente, 64,6% e 60,3%, respectivamente.

Em relação ao local das compras, 71,5% dos consumidores entrevistados em Mossoró pretendem adquirir os presentes nos comércios de rua e 21,8% irão procurar as lojas localizadas em shoppings centers. Então, os lojistas que possuem estabelecimentos nesses locais, devem investir em Promoções (37,8%), Bom atendimento para os clientes (30,4%) e Descontos no momento da compra (26,8%).

Cerca de 30% dos mossoroenses pretendem realizar algum passeio na data com as crianças, entretanto 69,4% revelaram que não planejam celebrar a data com realização de passeio. Em comparação ao mesmo período do ano passado, houve uma queda de 4,6 pontos percentuais entre os que desejam passear com os pequeninos no Dia das Crianças (34,8%).

“As pesquisas realizadas em setembro no comércio das duas cidades e apresentadas com antecedência são uma forma de traçar para os empresários, os lojistas, toda a cadeia que será movimentada pelo Dia das Crianças um norteamento do que eles devem esperar e como devem se preparar para atender bem ao consumidor e, assim, garantir o desejado incremento das vendas. A ida do consumidor apontada pela nossa pesquisa é um sopro positivo e, a meu ver, um bom balizador sobre o que nos espera no final do ano, nossa principal época comercial”, comentou o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

“Estamos vivendo um clima melhor. Em 2016, as vendas no Dia das Crianças registraram queda de 10% no país e de cerca de 6% no RN. Para este ano, a nossa estimativa é de um incremento, mesmo que pequeno, na casa dos 3%, mas, um incremento’, conclui Queiroz.

Veja essa e outras pesquisas clicando aqui