Investimentos caem no 4º tri, mas acumulam alta de 4,2% em 2018, diz Ipea

A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), medida do que se investe no país em máquinas, equipamentos e pesquisa, caiu 2,5% no quarto trimestre, na comparação com o terceiro, feito o ajuste sazonal, de acordo com cálculo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Somente em dezembro, o indicador de investimentos registou queda de 4,3% em relação a novembro de 2018, e recuo de 4,1% na comparação com dezembro de 2017.

Apesar do resultado negativo no 4º trimestre, os investimentos acumularam alta de 4,2% em 2018, segundo o Ipea, impulsionada pelo consumo aparente de máquinas e equipamentos (14,6%), cuja estimativa corresponde à sua produção doméstica líquida das exportações, mais as importações.

Já o indicador de investimentos construção civil registrou queda de 1% no 4º trimestre e de 0,3% em 2018.

Por fim, o componente classificado como outros ativos fixos apresentou alta de 0,8% no 4° trimestre, encerrando 2018 com alta de 2,6%.

Os números oficiais sobre investimentos no país serão conhecidos no dia 28 de fevereiro, quando está prevista a divulgação do resultado do PIB (Produto Interno Bruto) de 2018.

A taxa de investimento no 3º trimestre foi de 16,9% do PIB, segundo o IBGE, o que representou um aumento em relação àquela observada no mesmo período do ano anterior (15,4%), mas ainda abaixo do patamar de 2015.

Fonte: G1