Escola Sesc de Ensino Médio recebe cinco potiguares em 2019

Cinco jovens potiguares foram aprovados na Escola Sesc de Ensino Médio no Rio de Janeiro. Eles são representantes dos municípios de Natal, Parnamirim, Caicó, Cruzeta e São Fernando. Antes do embarque para a capital fluminense, que será ainda neste primeiro semestre, os novos alunos da ESEM foram recebidos, nesta quinta-feira (21), pelos gestores do Sistema Fecomércio em um almoço no Hotel Barreira Roxa.

O momento foi de troca de informações e experiências entre os veteranos e os novatos, bem como oportuno para ratificar aos pais a seriedade do projeto que é referência em todo o país no campo da educação. Esses cinco estudantes selecionados terão direito a bolsas integrais durante os três anos necessários à conclusão do Ensino Médio.

A Escola Sesc de Ensino Médio, projeto pioneiro na área de Educação, localizada na Barra da Tijuca, é uma escola-residência, inteiramente gratuita, que atende a alunos de todo o país. Inaugurada em 2008, com 176 alunos, hoje a unidade opera com capacidade plena: são 500 estudantes nas três séries do Ensino Médio, que moram nas vilas residenciais, junto com professores e gestores. Ao todo, 43 potiguares já passaram pela instituição.

As turmas têm no máximo 15 alunos, com idades entre 13 e 18 anos. O projeto pedagógico da Escola se baseia na formação da cidadania e na articulação da área acadêmica e da educação profissional. O regime de horário integral possibilita a oferta de atividades educativas em salas de aula e extraclasse em diversos espaços externos e internos da Escola, tais como: centro de liderança, teatro, laboratórios, oficinas, salas de artes, música e dança, biblioteca e complexo esportivo.

São ofertadas 164 vagas para todo o país. Para participar da seleção, é preciso ter finalizado o ensino fundamental – ou estar cursando o 9º ano – e ter nascido entre 1º de janeiro de 2003 e 31 de dezembro de 2005. “A palavra que me define hoje é perseverança, pois esta foi a segunda vez que eu tentei ingressar na escola. Não consegui da primeira, mas acreditei, persisti e consegui”, confessou o novato da Esem, João Estevam, de 15 anos.

A diretor regional do Sesc, Fernando Virgílio, ressaltou que “é necessário conviver com as diferenças. Trabalhamos na tentativa de mudar o mundo, começando pela realidade na qual vivemos. Esses jovens vão viver junto a outros jovens de estados e culturas diferentes. Lá, eles vão aprender a ter uma visão altruísta da sociedade, respeitando a diversidade”.

O presidente da Fecomercio, durante o evento, relembrou a importância da instituição no cenário da educação. “A Esem é uma escola que é referência não só no Brasil, mas no mundo. Vocês, pais, não apenas vão formar seus filhos, mas vão formar cidadãos para o mundo, que vão contribuir para a sociedade como um todo”, disse o presidente da Fecomércio Marcelo Queiroz.

Além de referência, a Escola Sesc oportuniza ensino de qualidade para todos os alunos. “A Esem mudou a minha vida. O diferencial da escola é que ela supre o déficit de oportunidades que existe no Brasil. Lá, os estudantes encontram um ambiente propício para desenvolver o que mais gostam e têm habilidade, desde a parte acadêmica até a esportiva; é muito enriquecedor para a formação humana de qualquer pessoa”, declarou o egresso da primeira turma da Esem, o potiguar Judas Tadeu, hoje médico na cidade de Caicó.