Empresários de Santa Cruz debatem e tiram dúvidas sobre Modernização das Leis Trabalhistas em seminário

A noite da quarta-feira, 8 de novembro, foi o momento de a cidade de Santa Cruz receber o seminário “Modernização das Leis Trabalhistas: O que mudou? Por que mudou?”. O evento foi realizado na recém inaugurada Casa do Empresário, espaço conjunto do Sindicato do Comércio Varejista e da CDL local. O advogado, professor e especialista em Direito e Processo do Trabalho, Marcelo de Barros Dantas, foi o responsável pela palestra e pelo debate, que buscou tirar as dúvidas dos empresários e empreendedores locais. O evento, quinto do tipo no Estado (ele já havia sido realizado em Natal, Currais Novos, Mossoró e Macaíba), é uma iniciativa a Fecomércio RN em parceria com Fiern, Faern, Fetronor, Facern, Sebrae, FCDL, CDL Santa Cruz e Sindivarejo Santa Cruz.

Representando o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, o presidente do Sindivarejo Santa Cruz, Márcio Macedo, comentou que o seminário tem o objetivo de disseminar ao maior número de empresários, profissionais de Recursos Humanos, contadores, as modificações na lei e suas implicações.

“Nosso foco tem sido esclarecer as novas regras que irão, a partir de 13 de novembro, permear o relacionamento entre empregadores e empregados. Uma necessidade urgente para que o país reencontre o caminho do desenvolvimento, com segurança jurídica”, declarou Márcio Macedo.

O professor Marcelo Barros elogiou a iniciativa das entidades empresarias potiguares de promoverem o seminário, já que as mudanças na legislação trabalhistas irão impactar na vida de toda a sociedade brasileira.

“Toda norma nova gera discussão e o importante é estudar as mudanças. Se bem lermos os artigos, bons números de empregabilidade iremos ver no futuro, como também o impacto imediato nas relações de trabalho, dando equilíbrio na relação trabalhista”, acrescentou Barros que tirou as dúvidas, aplicando as alterações em casos do dia-dia do empresariado.

Os empresários que compareceram ao seminário aprovaram a iniciativa das entidades empresariais em promover o evento na região do Trairi. “É um tema complicado e este é o momento da gente se inteirar sobre a nova legislação, como isso vai impactar nossa rotina de trabalho”, afirmou o empresário Alberto Oliveira.