Desempenho fraco em fevereiro leva CNC a reduzir previsão de crescimento do varejo este ano

O volume de vendas do comércio varejista recuou 0,1% em fevereiro deste ano, na comparação com janeiro, divulgou hoje (12/04) o IBGE, por meio da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC). Sem crescimento mensal desde novembro do ano passado, quando o setor registrou alta de +2,4%, os dados sugerem maior dificuldade do consumo nos últimos meses. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o varejo avançou +5,2%, desempenho menos favorável do volume de vendas desde julho de 2017 (+3,6%).

Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apesar de resultados positivos em dois dos dez segmentos cobertos pela PMC, a recuperação do setor continua dependente, de forma mais ampla, da regeneração das condições de consumo. Mais especificamente, aponta a entidade, ao processo de desinflação deve-se somar a intensificação da queda nas taxas de juros ao consumidor para que, quando da retomada do nível de emprego, o setor possa consolidar sua recuperação. Sendo assim, a CNC revisou sua projeção anterior de +1,2% para +1,5% ao fim do corrente ano.

Fonte: CNC