Comitiva potiguar participa do Congresso Nacional de Sindicatos Patronais no Mato Grosso do Sul

Empresários e dirigentes do setor do comércio de Bens, Serviços e Turismo das cinco regiões do Brasil estão presentes em Bonito, no Mato Grosso do Sul, para participar até esta sexta-feira (25) do Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do segmento. O Rio Grande do Norte está representado por uma comitiva de mais de 40 empresários e executivos sindicais, liderados pelo presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

Na noite da quarta-feira (23), aconteceu no Centro de Convenções de Bonito a solenidade de abertura da 34ª do CNSE, que contou com a presença de autoridades federais, estaduais, além dos presidentes de Federações do Comércio e de sindicatos a elas filiadas.

“Esse é mais um momento de aprendermos com os nossos colegas, traçar novos objetivos e discutir alguns percalços que o segmento que representamos está vivendo, principalmente depois da crise que assolou o país e ainda tem alguns resquícios nos preocupando. É uma grande oportunidade de reciclagem e troca de conhecimento”, declarou o presidente Marcelo Queiroz.

Na solenidade, que contou com apresentações culturais que mostrou um pouco da história do estado-sede, o presidente do Sistema Fecomércio MS, Edison Ferreira de Araújo relembrou que ao setor de Comércio, Serviços e Turismo é responsável por 70% do PIB do Brasil, sendo essa a principal atividade econômica nacional. “Até sexta, vamos debater e trazer conhecimento para as lideranças sindicais de todo o país. Temos que aliar a inovação com a tradição, sem esquecer quem somos e quem representamos”, completou Araújo.

O vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio, Ademir Santana, que na ocasião representou o presidente Antônio Oliveira Santos, comentou que o CNSE serve para avaliar o caminho que o Comércio brasileiro está seguindo e buscar soluções, principalmente a burocracia.

“O mundo mudou em 34 anos. Mudou para melhor. Mas isso exige de nós um acompanhamento. É nessas mudanças que temos que estar juntos, pois temos adversários, sendo o maior deles o Estado brasileiro e sua burocracia. É um momento de reflexão de buscar alternativas para superar o estado burocrático”, disparou.

Reinaldo Azambuja, governador do Mato Grosso do Sul, afirmou que a discussão sobre o comércio é sempre pertinente, pela sua importância na economia. Ele acrescentou que aqueles que fazem o comércio devem apontar os gargalos e buscar soluções em prol do desenvolvimento.

Nos próximos dias, o evento terá palestras, workshops, debates e talk-shows sobre assuntos que circundam o segmento. O 34º CNSE reúne cerca de 700 empresários e é uma realização do Sindivarejo Campo Grande, com apoio da CNC, Sesc MS, Senac MS e Sebrae MS.