O Sistema Fecomércio Rio Grande do Norte é composto pela Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). No Brasil, o Sistema Fecomércio foi criado no ano de 1946, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Além de defender os interesses dos segmentos do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, e fomentar a atividade econômica, o Sistema Fecomércio é hoje um dos maiores sistemas de desenvolvimento social de todo o mundo, com atuação nas áreas de educação, saúde, cultura, lazer e assistência, através do Sesc; e ainda é a maior instituição de promoção da educação profissional voltada para o setor, através do Senac.

Representar a classe patronal do comércio potiguar. Foi com este objetivo que nasceu, em 10 de janeiro de 1949, há 67 anos, na então sede do Sindicato do Comércio Varejista – que funcionava na Rua João Pessoa, 175, 1º andar, Centro –, a Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte. O reconhecimento como Associação Sindical pelo Ministério dos Negócios do Trabalho, Indústria e Comércio aconteceu logo depois, em 28 de março do mesmo ano.

Para uma entidade representativa como a Fecomércio, este ato, como também a filiação à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) na mesma data, significou o passo que faltava para consolidação de seu funcionamento. A Carta Sindical, documento emitido pelo Ministério dos Negócios, atesta que uma entidade pode falar pela categoria que representa.

Estas duas importantes conquistas foram anunciadas na primeira reunião de diretoria, que aconteceu em abril de 1949, no prédio onde funcionou a primeira sede provisória da Fecomércio, na Avenida Duque de Caxias, 158, no bairro da Ribeira, onde se concentrava a atividade comercial da cidade. O prédio, um palacete histórico que tem mais de 100 anos, mistura arte gótica, moura e clássica, já abrigou o Instituto do Açúcar e do Álcool, e hoje é a sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN RN).

Uma peculiaridade que podemos destacar no surgimento do Sistema Fecomércio aqui no Rio Grande do Norte, diferente do observado em outros estados, é que o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do RN (Senac RN) já funcionava há dois anos quando a Federação foi fundada. A chegada do Senac ao estado, em 10 de janeiro de 1947, marcou o início de um novo tempo para o progresso do cidadão potiguar, com a oferta de cursos de qualificação destinados aos comerciários, seus dependentes e à população em geral, contribuindo assim para sua formação contínua, sempre atendendo às demandas impostas pelo mercado.

Já o Serviço Social do Comércio (Sesc RN), começou a funcionar aqui no Rio Grande do Norte em abril de 1949, após a fundação da Fecomércio. Partindo do princípio que as ações sociais são um importante instrumento de promoção da melhoria da qualidade de vida, ao longo do tempo, a instituição vem promovendo ações para melhoria da qualidade de vida e promoção da cidadania, nos segmentos da cultura, saúde, educação, nutrição, esporte, lazer e assistência. Até hoje o Sesc atende milhares de pessoas e possibilita, em parceria com o poder público, empresas privadas, sindicatos e associações, oportunidades para os comerciários, seus dependentes e população.

Depois da Ribeira, a sede da Fecomércio passou a funcionar no prédio do Sesc, na Cidade Alta, bairro vizinho. Com o crescimento e fortalecimento da instituição, sempre defendendo os interesses da classe empresarial, e a instalação de um Setor de Economia e Estatística, que entre outras atividades realizava as pesquisas conjunturais do comércio, a Federação passou a funcionar em sede própria na Rua Apodi, em seguida na Av. Hermes da Fonseca, ambos no bairro do Tirol, e hoje funciona no prédio recém-reformado, na Avenida Alexandrino de Alencar, e que fica ao lado da unidade do Senac Alecrim. No mesmo local funcionam também as presidências dos Conselhos Regionais do Sesc e do Senac no estado.

Hoje, depois de 67 anos de atividades, o Sistema Fecomércio se consolidou no dia-a-dia da população norte-rio-grandense, tanto dos comerciantes, quanto dos comerciários.